Total de visualizações de página

sábado, 13 de abril de 2013

RECEBI NO MEU FACE


O Veneno só lhe mata se você o engolir. E não existe veneno mais poderoso do que a inveja desmedida e o despeito sem limites.
Estar ressentido é beber veneno querendo que outro morra. ( Shakespeare)
Sofremos mais por causa das pessoas do que por causa das circunstâncias. As pessoas nos fazem chorar mais do que enfermidade , falta de dinheiro etc. As pessoas nos decepcionam continuadamente e esperamos , numa vã de fé, que elas acordem para o que esta a sua volta.

Os relacionamentos dentro da família, no trabalho, na igreja , surgem por pequenas coisas e as vezes até de graça. Feridas são abertas na alma e o ressentimento se instala no coração. Sentimo-nos magoados, secos. Amizades são rompidas, casamentos são abalados e relacionamentos entram em colapso.

O resultado desse adoecer é a mágoa e o ressentimento é o jeito de sentir e voltar a sentir essa mágoa quando se lembra, ou houve algo da pessoa que nos ofendeu.E tem indivíduos que passa anos , meses e continuam com as mesmas atitudes - numa inveja doentia de lhe prejudicar.

Quando temos mágoa, nos ofendemos com facilidade, ficamos irados, atacamos ou no recolhemos dentro de nós mesmo sentido muita dor interior , isso é o ressentimento.

Ele é um veneno por que pode até nos matar. Depressão, doenças no estômago, doenças cardíacas , câncer são algumas doenças colaterais provocadas pela mágoa.

A mágoa é uma prisão salmo 142: 7- As pessoas ficam presas dentro de si mesmas com o coração congelado.

A mágoa é auto destrutiva. Ferimos a nós mesmos quando temos magoa de alguém.

A amargura contaminou o coração de Esaú e a inimizade se estabeleceu entre ele e o irmão Jacó. Ela pode contaminar muita gente. Hebreus 12:15.

QUAL É A CURA?

A cura desse mal está no perdão. Deus providenciou a sua graça para dar cura às nossas feridas. Se recusarmos a graça de Deus para obtermos perdão e dar perdão , a amargura vai crescer em nosso coração. Todos nós aqui já fomos ofendidos por alguém em algum momento de nossas vidas. Então chega a hora de escolhermos entre o perdoar ou remoer a ofensa até tornar-se amarga.

FONTE:
Maria Cristina Moyses 

DIA DO HINO NACIONAL








DIA DO BEIJO










Dia 13 de abril é o Dia do Beijo e para comemorar a data nada melhor do que distribuir beijos para as pessoas que você gosta ou encher uma pessoa especial de beijinhos.
Há beijos fingidos ou frios, ardentes, por obrigação ou super desejados  Existem os aderentes, provocantes, sonoros, secos e molhados. Existem, enfim, milhares de formas de beijar e neste assunto sempre haverá o que aprender.
Os beijos são a primeira estratégia de sedução. Depois de muitos olhares e palavras, o beijo é o primeiro passo para o contato físico. Por isso é superimportante que você saiba dar beijos adequados para cada momento e, também, saiba bem como beijar.
Não se sabe como surgiu o primeiro beijo da humanidade. As referências mais antigas aos beijos foram esculpidas por volta de 2.500 a.C. nas paredes dos templos de Khajuraho, na Índia.

Os romanos tinham 3 tipos de beijos: o basium, trocado entre conhecidos; o osculum, dado apenas em amigos íntimos; e o suavium, que era o beijo dos amantes. Os imperadores romanos permitiam que os nobres mais influentes beijassem seus lábios, enquanto os menos importantes tinham de beijar suas mãos. Os súditos podiam beijar apenas seus pés.

Na Rússia, uma das mais altas formas de reconhecimento oficial era um beijo do czar.

No século XV, os nobres franceses podiam beijar qualquer mulher que quisessem. Na Itália, entretanto, se um homem beijasse uma donzela em público naquela época era obrigado a se casar com ela imediatamente.

Na linguagem dos esquimós, a palavra que designa beijar é a mesma que serve para dizer cheirar. Por isso, no chamado “beijo de esquimó”, eles esfregam os narizes. No Nordeste brasileiro, também se usa a palavra “cheiro” no lugar de “beijo”.

Africano – Kus, 
Albanês – Puthje, 
Alemão – Kuss, 
Bangla (Bangladesh) – Chumu, Bretão – Dic´hast, Catalão – Bes,Chamono (Guam) – Chico (beijar), Cherokee – Squanusta, Chinês – Qin-wen, Chinook – Bibi, Creole – Bo, Croata – Pusa, Curdo – Maç, Eskimó – Kunikpok, Eslovênio – Bozk, Espanhol – Beso, Esperanto – Kiso, Estôniano – Suudlus / Besee, Farsi – Boos, Finlandês – Suudelma, Francês – Baiser, Grego – Fílima, Havaiano – Honi, Hebraico – Neshiká, Holandês – Kussen, Húngaro – Csók, Indonésio – Berciuman, Inglês – Kiss, Irlandês – Póg, Italiano – Bacio, Japonês – Kisu, Latim – Basium, Latvian – Sküpsts, Maia – Tzub, Norueguês – Kyss, Persa – Boos, Polonês – Pocalunek, Protofilipino – *hajek, Romeno – Sărut, Russo – Potselui, Sardenha – Basu, Sérvio – Poljubac, Sotho – Atla, Sueco – Kyss, Sumério – Surub, Tagalo – halík, Tcheco – Polibek, Tupi-Guarani – Pitei, Turco – Öpücük, Urdu – Bhosa, Xhosa – Phuza.