Total de visualizações de página

domingo, 14 de junho de 2015

Livros de colorir

Eu aderi ao colorir livros pra passar o tempo e não estressar .
Coloro sempre só de noite de dia não tem condições ,pois tenho monte de coisas pra fazer.
Estou adorando (voltando a ser criança) não sou uma Expert no colorir,coloro do meu jeito desengonçado de colorir,sem técnica nenhuma .
Vejo os desenhos do pessoal do grupo do qual participo e me sinto um patinho feio kkkkk
mas o objetivo é você se sentir bem e eu estou me sentindo bem mesmo.
Ando divertindo e eu mesmo acho lindooooooo meus coloridos.
                    Ah não sou artista ,mas estou divertindo colorindo ...





















































Livros de colorir que estão ai para você também tomar gosto
MANIA MULTICOLORIDA
Acompanhe a onda de livros para colorir

Jardim Secreto 
>> de Johanna Basford
>> Editora Sextante
>> 96 páginas

Floresta Encantada
>> de Johanna Basford
>> Editora Sextante
>> 84 páginas

Jardim Encantado
Livro de colorir antiestresse
>> de Sophie Leblanc
>> Editora Alaude
>> 128 páginas

Fantasia celta
>> de Michel Solliec
>> Editora Alaúde
>> 128 páginas

Suruba para colorir
>> Editora Bebel Books
>> 38 páginas

Mãe, te amo com todas as cores
>> de Christina Rose
>> Editora Record
>> 104 páginas

Mindfulness o livro de colorir
>> de Emma Farrows
>> Editora Best Seller
>> 272 páginas

Mandalas para relaxar
>> Editora Ilusbooks
>> 120 páginas

Arte-Terapia antiestresse – Jardins – 100 imagens
para colorir
>> de Ana Bjezancevic
>> Editorial Presença

Desenhos de Andy Warhol
>> Editora Dba
>> 35 páginas

Mandalas Mágicas
>> de Nina Corbi
>> Editora Vergara & Riba
>> 30 páginas

Um montão de coisas
para achar e colorir
>> de Fiona Watt
>> Editora Usborne-Nobel
>> 96 páginas


Colorir é um ato de introspecção. De relaxamento. De pensar imageticamente.
 
Colorir é atuar. Cria uma relação ativa entre o pintor amador e o livro. Há uma interação permanente, uma ligação quase afetiva.
Os livros “antiestresse” para colorir, como ficaram conhecidos, foram criados como uma forma de arte-terapia. O público-alvo são aquelas pessoas que trabalham o dia todo e precisam encontrar, em meio ao tempo escasso, uma maneira de relaxar. 

“Os livros (…) facilitam o encontro consigo mesmo, permitem um momento de silêncio e contemplação, raro nos dias de hoje.” Johanna Basford

Colorir ajuda a diminuir a ansiedade, estabiliza o humor, aumenta a capacidade de atenção, é extremamente relaxante e pode até servir como um auxílio para dormir.

Segundo Johanna Basford, editora da série “Secret Garden”, os livros exigem dedicação e para isso é necessário que o indivíduo se desligue de seus problemas e concentre todas as suas energias no colorido. Essa atitude facilita o encontro consigo mesmo, permite um momento de silêncio e contemplação, raro nos dias de hoje; além disso, corrobora para a retomada de vivências da infância e um sentimento de nostalgia que pode ter ação benéfica na vida do indivíduo, contribuindo para a redução do estresse e desenvolvendo a memória e capacidade criativa.

                  Andei pesquisando sobre cores  
                                 AS CORES E A PERSONALIDADE
As cores influenciam na personalidade de acordo com a preferência. A primeira cor de preferência, refere-se aos aspectos da personalidade real, ou seja, como o indivíduo se mostra para os outros; a segunda cor de preferência, refere-se aos objetivos da vida, ou seja, o que se almeja da vida; e a cor que o indivíduo não gosta, refere-se às frustrações da vida.
É importante destacar que as preferências de cores, mudam de acordo com o momento emocional do indivíduo.
1. Cor de preferência:

Amarelo: É a cor da vida; são pessoas otimistas, alegres, idealistas, sonhadoras, alma de artista, fraternos; pessoas ligadas à comunidade e à sociedade.

Laranja: A característica principal de quem prefere esta cor é a de transição; refere-se a um momento de mudança, transformação; geralmente a preferência pelo laranja ocorre por períodos muito curtos.

Preto: São pessoas autoritárias, que não aceitam o tipo de sistema em que vivem: família, economia, social, ou seja: rejeitam causas exteriores. Também são idealistas e amorosos e não demonstram seu amor por medo de serem magoados.

Violeta: São pessoas que têm necessidade de serem reconhecidas, ou pelo menos tenham a intenção de serem notadas.

Cinza: São pessoas que estão com uma insatisfação muito grande na vida; a aparência pode até ser agradável, mas a tristeza é grande; a pessoa se sente pressionada afetivamente e infeliz, mas nem sempre o demonstra.

Marrom: Significa capacidade que o indivíduo tem para lidar com dinheiro; são pessoas que são cabeças de família; fazem tudo com alegria, só que não se envolvem afetivamente; não são portanto pessoas afetivas.

Verde: São pessoas boazinhas para tudo e para todos, mas são pessoas interesseiras; tudo o que fazem esperam retorno; sabem fazer amizades, viver em sociedade e comunidade, mas sempre com segundas intenções.

Rosa: A característica principal das pessoas que preferem o rosa, é que são pessoas ternas, amorosas, mas que têm dificuldades de expressar esses sentimentos; gostariam de agasalhar à todos, mas têm muitas dificuldade em demonstrar , por medo de serem rejeitados.

Branco: Refere-se a área sexual; a pessoa que tem bloqueio grande na área sexual, excessos de limpeza, sensação de pecado, tem uma preferência em usar o branco e dificuldades de afeto.

Vermelho: A preferência pelo vermelho refere-se à pessoas que têm personalidades guerreiras, combativa; gostam de mudanças; não temem a nada e são pessoas elétricas.

Estampado: É a mistura de cores; a preferência pelo estampado, indica uma adoração pela vida; é uma pessoa de personalidade vibrante mas que tem altos e baixos.

Dourado: Ligado ao afeto e ao amor, principalmente se direcioná-lo para o chakra cardíaco. É uma cor vibrante, mais potente que o amarelo; é considerada uma cor nobre e serve para a reconstituição de tecidos lesionados, principalmente quando se trata de tumores.

Prata: Ligado à lua e ao mundo espiritual (interiorização); acelera o processo de projetos e pesquisas, favorecendo o mesmo. Está ligado à tecnologia espiritual; em cromoterapia, favorece a destruição de tumores e restauração de tecidos.

Azul: Pessoa conservadora; dificilmente muda de opinião e não gosta muito de mudanças (coisas novas).
Vermelho: objetivas, extrovertidas, e interagem bem com o meio. São rápidas em seus julgamentos e assumem posições definidas. Segurança, autoconfiança, sinceridade e honestidade são os principais atributos de quem preferem essa cor, e geralmente apresentam temperamento explosivo. Possuem traços de liderança. Necessitam estar no controle da situação, podendo se tomar dominadores.
A aversão por essa cor pode também representar frustração e desânimo.

Laranja: aventureiras, gostam de desafios e tem prazer em enfrentar os obstáculos da vida. São pessoas corajosas, arrojadas e destemidas, que não desistem facilmente de um ideal. São ágeis, criativas, extrovertidas e gostam de viver perigosamente.
Rejeitar o laranja pode indicar alguém triste e sujeito a depressão, ou ainda, pessoas que negam seus impulsos mais arrojados e se sentem frustradas e fracassadas.

Amarelo: Descontração, alegria, criatividade e boa comunicação são traços marcantes na personalidade de quem gosta do amarelo. São colaboradoras, participam intensamente da dinâmica do ambiente.
Não gostar do amarelo significa uma certa aversão à racionalidade. Geralmente são pessoas que se encontram tristes, amarguradas, pessimistas e sujeitas à depressão.
Verde: ponderadas, comedidas e não se empolgam facilmente. São confiáveis e possuem um alto grau de companheirismo. Têm facilidade em idealizar, mas não são tão hábeis na execução de seus projetos. Geralmente se atrapalham e até se perderem quando precisam realizar algo. Apresentam certa subjetividade e não têm muita habilidade para lidar com sua afetividade.
Não gostar do verde representa não admitir o meio-termo, ser objetivo e ter aversão pelas situações indefinidas.

Azul : emotivas, ternas e afetivas, colaboradoras e companheiras, valorizam a amizade e se mobilizam para conquistar a harmonia nas relações familiares e sociais, interagindo muito bem com o ambiente. São serenas e acolhedoras com aqueles que estão do seu lado.
Não gostar do azul demonstra dificuldade de envolvimento afetivo, tendência ao isolamento, egoísmo e depressão.

Violeta: A liderança é um traço marcante na personalidade. Requinte e bom gosto fazem parte de seus hábitos. Possuem uma ótica ampla e profunda acerca das situações, e não se deixam levar pelas aparências. São seletivos na escolha de amigos e não gostam de superficialidade nos diálogos.
Aqueles que não gostam do violeta geralmente são revoltados com o poder, apresentam uma certa rebeldia em relação ao comando e à autoridade, e gostam de transgredir as regras impostas por um dirigente.

Marrom: Pessoas de maturidade emocional, objetividade, firmeza nas decisões e solidez naquilo que faz. São bastante ativas e persistentes e não desistem facilmente dos seus objetivos.

Branco:  São maleáveis e flexíveis. Agem com naturalidade; apresentam delicadeza em seus gestos. Exigem sinceridade no relacionamento, não gostam de situações obscuras. Conseguem manter a serenidade mesmo em momentos de grande turbulência.
Preto:  A inibição, o constrangimento e a tendência ao isolamento, podem ser condições de afinidade da pessoa pelo preto, ou ainda, o bloqueio emocional e a dificuldade em estabelecer vínculos afetivos. Por fim, pode representar também a dificuldade de integração com o ambiente e de expor seus mais caros sentimentos.
                         A  ligação entre as cores e os números.


Número 1 - Cor: Laranja

As conotações solares - portanto imperais - de laranja e suas variações próximas evocam toda a força e luminosidade da Personalidade 1. É também uma cor relacionada ao apetite, à fome de viver (note que muitas frutas e legumes são desta cor), além de símbolo de fecundidade.

Número 2 - Cor: prata

A cor do luar, com todos os mistérios típicos que estão gravados nas lendas, no inconsciente, e que vem a ser pano de fundo de tantos mitos e lendas. Uma cor essencialmente feminina, fria e introspectiva.

Número 3 - Cor: Verde

Resultado da mistura de amarelo (yang) com azul (yin) é o produto intermediário, símbolo de comunicação e equilíbrio entre as partes. Uma cor associada à vegetação que por sua vez representa a vida, o desabrochar, o eterno continuar da existência e das esperanças e aspirações. No trânsito é sempre uma mensagem positiva, de "prossiga", vá em frente. O paraíso traz o verde em sua mitologia de árvores abundantes e natureza luxuriante. Verde é a cor sagrada dos muçulmanos.

Número 4 - Cor: Marrom

Associada a terra, às árvores, às rochas, a cor marrom representa estabilidade, tradição, aquilo que perdura por anos, que dá base e sustento. A disciplina, a rotina, a hierarquia. Também relacionada às fezes - daí a interpretação como aziaga por parte de alguns.

Número 5 - Cor: Vermelho

Embora haja divergências quanto às possibilidades simbólicas da cor vermelha, é certo que sua principal propriedade é chamar a atenção, seja para o que for. O mesmo vermelho que representa o sangue, a vida, o fogo, o desejo, a delícia da maçã e a sedução dos lábios rubros é o vermelho que também representa o sinal de alerta, o sinal negativo de trânsito que diz "pare", ou a menção a ultrapassagem proibida para um certo recinto onde esteja ocorrendo uma cirurgia, uma gravação, etc.

Número 6 - Cor: Salmão

Cor de Vênus relacionada ao amor, o salmão é uma cor nobre, que reflete um tipo de amor ainda erótico, mas menos material que espiritual em se comparando com o número/personalidade anterior. Ainda que nobre, é uma cor que representa humildade e discrição, além de estabilidade.

Número 7 - Cor: Púrpura, roxo

Leonardo da Vinci dizia que a meditação era potencializada pelo uso da cor púrpura, a qual encontramos até hoje nas vestes sacerdotais de variados cultos. É a cor do chacra da terceira-visão, sendo comumente relacionada ao ocultismo e à magia.

Número 8 - Cor: Amarelo amarronzado / Marrom amarelado

O número 8 mistura a força solar do ouro com a gravidade austera da terra que o abriga e contém. Esta mistura de cores, quando o marrom beira o dourado, e quando o dourado-escuro é quase marrom, conduz à ideia do ouro que chega ao trabalhador que trabalha a terra (número 4) até que nesta encontra o metal precioso. O número 8 representa esta recompensa ao 4, assim como este matiz traz a visão do amarelo àquele que busca com afinco na terra.

Número 9 - Cor: Verde/ Azul marinho

A cor do mar evoca a mesma energia do número 9: o mar é um universo à parte, com vários níveis de vida e ambiente, e o número 9 representa a busca daquilo além da mente e além da matéria. O mar contém incontáveis tipos de seres, e o 9 também traz em si muitas facetas, e busca contato com pessoas das mais diversas tendências, e suas mudanças são representadas pela cor do mar, que passa por diversos tons de verde e de azul.

Número 11 - Cor: Índigo

Algo entre o azul e o violeta, esta cor representa o estado de introspecção alerta: não é tão calmante quanto azul, nem tão etérea quanto violeta, índigo representa um estado de espírito híbrido que é típico do número 11 e sua transcendência ao que é comum e "normal'.

Número 22 - Cor: Preto ou branco

A clareza absoluta e pura, ou a total escuridão. Apesar de aparentemente mais equilibrado que o número 11, o número 22 é um símbolo de maior radicalismo e divisão, até por ser um número par, diferente da positividade inflamada de 11. O arquétipo de 22 traz o duplo 2 como forma de mergulhar profundamente em uma das polaridades, ou mesmo nas duas. Este contraste entre a cor mais clara e a mais escura reflete esta dicotomia.
                          QUAIS CORES COMBINAM ENTRE SI...
Cores que combinam com Azul:
azul cobalto, marrom, preto, cinza, bege, café, verde e branco.

Cores que combinam com o Amarelo:
roxo, vermelho, cinza, preto, marinho, branco, marrom, azul e bege.

Cores que combinam com Bege:
preto, branco, marinho, verde cana, marrom, vinho, azul, laranja e amarelo.

Cores que combinam com Azul bic:
vermelho, bege, preto, branco, marrom e chumbo.

Cores e combinam com Branco:
mostarda, café, marrom, vinho, bege, marinho, amarelo, cinza, coral e azul cobalto.

Cores que combinam com Cinza:
amarelo, vermelho, terra, preto, chumbo, rosa e azul.

Cores que combinam com Laranja:
cinza, bege, marrom, verde, amarelo, vinho, marinho, caramelo e preto.

Cores que combinam com Marrom:
amarelo, bege, roxo, goiaba, telha, branco, azul, cinza, vermelho e dourado.

Cores que combinam com Marinho:
roxo, cinza, chumbo, preto, branco, vermelho, vinho, marrom, verde, amarelo, beje, azul cobalto e dourado.

Cores que combinam com Mostarda:
marrom, preto, bege, laranja e branco.

Cores que combinam com Preto:
cinza, marinho, vinho, branco, rosa, amarelo, chumbo, vermelho, marrom, mostarda e nude.

Cores que combinam com Roxo:
vinho, marrom, bege, verde, vermelho, rosa, azul, cinza e preto.

Cores que combinam com Rosa:
cinza, chumbo, preto, marinho e branco.

Cores que combinam com Verde:
marrom, bege, preto, roxo, vinho e marinho.

Cores que combinam com Vermelho:
marinho, marrom, preto, bege, cinza e café.

Cores que combinam com Vinho:
marinho, cinza, marrom e café.
A roda das cores é composta por três tipos de cores:

Cores primárias: as cores primárias dão origem a todas as outras cores que são compostas pelo vermelho, azul e amarelo.
Cores secundárias: as cores secundárias surgem com a mistura de duas cores primárias como, por exemplo, a cor laranja que nasce da mistura entre o vermelho e o amarelo; a cor verde que nasce da mistura entre o azul e o amarelo; e a cor violeta que nasce da mistura entre o vermelho e o azul.
Cores terciárias: as cores terciárias resultam da união entre cores primárias e secundárias como, por exemplo, a cor turquesa que nasce da mistura entre o azul e o verde; a cor verde limão que nasce da mistura entre o amarelo e o verde; e a cor encarnada que nasce da mistura entre a violeta e o vermelho. As restantes três cores terciárias não têm nenhum nome específico, sendo simplesmente uma mistura de vermelho-laranja, amarelo-laranja e azul-violeta.
                              Como é que as cores se relacionam?



Todas as tonalidades presentes na roda das cores relacionam-se de duas maneiras:

Cores complementares: estas são as cores que, na roda, encontram-se de lados opostos – caso do verde e do vermelho, do azul e do laranja. No entanto, esta distância não significa que não possam ser combinadas, pelo contrário, o seu efeito aparentemente contrastante produz um realce visual muito agradável na decoração.
Cores harmoniosas: estas são as cores que encontramos encaixadas entre as cores primárias como, por exemplo, o encarnado, o violeta e o violeta azul que, embora diferentes, mostram claramente que pertencem à mesma família de cores. Embora apresentem uma certa harmoniosidade, também precisam ser combinadas de forma cuidadosa. 
Complementares X Harmoniosas

Por norma, consideramos uma parte da roda como tendo as cores mais quentes (vermelho, laranja, amarelo) e a outra com cores mais frias (violeta, azul, verde), o que é perfeito para atingir o desejado equilíbrio colorido. Por exemplo, se a sua paleta de cores estiver centrada no azul, pode aqueça-la um pouco com a sua cor complementar – o laranja. Porém, a utilização de duas cores complementares da mesma intensidade pode produzir um efeito visual muito ruidoso, onde ambas as cores estão exigindo a mesma atenção. Para solucionar esta questão, basta reduzir ou aumentar a intensidade de uma das cores complementares – neste caso seria o laranja, podendo aplicar um tom mais suave como um laranja queimado ou claro, que são ambas cores harmoniosas.

Cores neutras

Existe ainda uma longa lista de cores neutras, composta por branco, preto, castanho, creme/bege, cinzento e todas as suas diferentes tonalidades que, precisamente devido à sua neutralidade, são extremamente versáteis. Combinam com praticamente todas as outras cores da roda e são um excelente ponto de partida para quem está iniciando na decoração ou não quer arriscar muito. Com as cores neutras, é fácil aquecer a divisão com tons mais quentes ou refrescá-la com tons mais frios.

Paletas de cores

Monocromática: escolhe-se apenas uma cor, mas esta é utilizada em vários tons e intensidades distintas. Dependendo da cor escolhida, pode ou não produzir um efeito final menos interessante, mas que pode ser facilmente corrigido com o uso de peças decorativas ou de mobiliário contrastante.
Harmoniosa: estas são as famílias de cores que encontramos situadas entre as cores primárias na roda das cores. Sendo da mesma família, vão automaticamente funcionar bem uma vez aplicadas na decoração, principalmente se juntar tonalidades menos intensas com as mais vibrantes.
Primária: embora sendo as cores mais fortes e dominantes, se as utilizar com um fundo branco (ou outra cor neutra), conseguirá equilibrar toda a paleta.
Complementar: escolhem-se duas cores complementares (opostas) da roda, enquanto a cor fria é aplicada na maior parte da divisão, a cor quente é aplicada em doses menores, ou vice-versa. Para conseguir um contraste mais ou menos evidente, basta alterar o tom e a intensidade das respectivas cores.
Semi complementar: escolhem-se três cores da roda, começando, por exemplo, pelo verde coma sua cor complementar vermelho/violeta. No entanto, em vez de ficar pela cor complementar (vermelho/violeta) opta-se antes por duas cores harmoniosas, ou seja, uma de cada lado da cor complementar, brincando com a sua intensidade para conseguir mais ou menos interesse.

Fonte : Psicologia para você

             Revista sexto sentido

          Obs: Não tem todas as cores pq não sei identificar .
                                    Colora você também 
                          Desenhos tirados da net